Sobre o
Programa VALORIZAR


O Programa VALORIZAR estabelece critérios claros e mensuráveis de valorização e reconhecimento profissional de funcionários com desempenho positivo e que agregue valor aos resultados da CNseg, por meio de um processo formal de avaliação do desempenho.

Objetivos


Reconhecer e valorizar o desempenho positivo e que agregue valor aos resultados da CNseg

Consolidar a visão de carreira, permitindo ao funcionário planejar e se desenvolver sempre com o foco nos objetivos

Estreitar vínculos profissionais na relação entre gestor e o funcionário

Instalar e gerenciar um ambiente adequado ao desenvolvimento da Confederação

Como Funciona


O Ciclo Anual de avaliação de desempenho será dividido em 5 passos:

PASSO 1 | AVALIAÇÃO INICIAL

O gestor analisa o histórico do funcionário e acerta um contrato de gestão para melhoria do desempenho


PASSO 2 | INTERVALO

Intervalo para implementação das medidas discutidas no passo 1


PASSO 3 | MONITORAMENTO

O gestor analisa o desempenho do funcionário durante o passo 2 e ajusta os erros cometidos durante o período.


PASSO 4 | INTERVALO

Intervalo para implementação das medidas discutidas no passo 3


PASSO 5 | AVALIAÇÃO FINAL

Analisa todo o processo de melhorias durante o ano e aplica as consequências deste resultado: desligamento ou promoção


O que acontece ao final da avaliação?


Ao longo de cada etapa do Ciclo Anual de Avaliação, o desempenho de cada colaborador nos 5 critérios será avaliado dentro dos níveis abaixo indicados. Para pautar estas notas, o gestor registrará fatos e dados que corroborem sua observação e consequente avaliação.

É importante lembrar que as consequências de cada nota final serão definidas pelo gestor e validadas pelo Comitê de Gestão.

Avaliação Simbolo Nível Consequências
Não Soma 1

Ao final da avaliação, é convidado a se desligar da empresa.

Soma 2

Avança 1 intervalo na tabela salarial a cada ano

Multiplica 3

Avança 2 intervalos na tabela salarial a cada ano

...


Colaborador que Não Soma

O colaborador nível 1, mesmo após três oportunidades de ajustes no seu desempenho, não apresentou o comportamento esperado e não atingiu o(s) objetivo(s) proposto(s) e não somando seu desempenho e resultados da CNseg. Ficará à disposição da Confederação, cabendo ao seu Gestor e ao Comitê de Gestão avaliar a possibilidade de recuperar seu desempenho.

O colaborador que ao ser avaliado no nível 1, mesmo após 3 oportunidades de ajustes no seu desempenho, não apresentar o(s) comportamento(s) esperado(s) e não atingir o(s) objetivo(s) proposto(s), ficará sujeito à demissão, cabendo ao seu Gestor e ao Comitê de Gestão avaliar a possibilidade de recuperar seu desempenho.

Colaborador que Soma

O colaborador nível 2 apresentou o comportamento esperado e atingiu o(s) objetivo(s) proposto(s). Ele soma ao resultado da Confederação e por isso estará apto a avançar 1 posição dentro da escala salarial na sua respectiva faixa, assim como poderá ter a oportunidade de participar dos programas de aprimoramento profissional patrocinados pela CNseg.

Colaborador que Multiplica

O colaborador nível 3 apresenta um desempenho diferenciado. Ele não só supera o(s) comportamento(s) esperado(s) e o(s) objetivo(s), multiplicando boas práticas entre seus pares, superiores e outras áreas da Confederação, como busca ir além do(s) objetivo(s) proposto(s), procurando superá-los. Este colaborador estará apto a avançar 2 posições dentro da escala salarial na sua respectiva faixa, assim como poderá participar dos programas de aprimoramento profissional patrocinados pela CNseg, dentre outras oportunidades que forem identificadas como relevantes para manter o seu nível de desempenho.




Atenção:
As recomendações de consequências originadas na avaliação final que tenham impacto financeiro serão vinculadas à previsão orçamentária do ano seguinte e deliberadas pelo Comitê de Gestão do Programa VALORIZAR.

Conheça os 5 critérios de avaliação do Programa Valorizar


1. Conhecimento técnico

Não sabe aplicar sua experiencia prática e/ou seus conhecimentos técnicos para solucionar problemas.

Sabe aplicar sua experiencia prática e/ou seus conhecimentos técnicos para solucionar problemas.

Busca constantemente novos conhecimentos, antecipando-se às necessidades da área, aplicando melhorias na solução de problemas.

2. Produtividade

Não desempenha a função e não gera resultados práticos, dentro dos prazos, metas e condições estabelecidas.

Desempenha a função, gerando resultados práticos, dentro dos prazos, metas e condições estabelecidas.

Planeja o seu desempenho, oferecendo e aplicando melhorias em seus processos, reduzindo prazos, custos, sem perder a qualidade.

3. Trabalho em equipe

Não trabalha em equipe e não envolve as pessoas na busca dos objetivos propostos.

Trabalha em equipe, envolvendo as pessoas na busca dos objetivos propostos.

Oferece alternativas para criar mais sinergia com seus superiores e pares, sempre pensando nos objetivos propostos e favorecendo um bom ambiente de trabalho.

4. Foco em resultados

Não é focado nos objetivos, e não respeita os prazos e custos e as normas da empresa.

É focado nos objetivos, respeitando os prazos e custos e as normas da empresa.

Oferece alternativas viáveis para reduzir prazos e custos, respeitando as normas da empresa.

5. Comprometimento

Não mantem uma postura de respeito às pessoas, recursos e às normas da empresa, sempre visando os resultados.

Tem postura de respeito às pessoas, recursos e às normas da empresa, sempre visando os resultados.

Busca resultados superiores, engajando e respeitando as pessoas e as normas, usando os recursos disponíveis da empresa sem perder o foco no objetivo proposto.

FAQ


Perguntas frequentes sobre o Programa VALORIZAR

Avaliação de desempenho é uma metodologia de monitoramento objetiva, sistemática e contínua da atuação individual de cada colaborador.
A avaliação de desempenho é um instrumento de gestão através do qual é possível identificar aspectos que possam ser melhorados, por meio de oportunidades de capacitação e aperfeiçoamento profissional.
A avaliação de desempenho proporciona:
  • o reconhecimento e a valorização do desempenho positivo dos colaboradores que agregam valor aos resultados da empresa;
  • o planejamento da carreira do colaborador com foco nos objetivos e resultados da empresa;
  • o estreitamento de vínculos profissionais entre gestor e o colaborador;
  • as revisões do planejamento da empresa com base em critérios claros e mensuráveis;
  • a identificação das necessidades de capacitação e de adequação funcional;
  • o fomento do trabalho em equipe e a gestão do conhecimento.

São 5 os critérios de avaliação de desempenho do Programa VALORIZAR:

  • Conhecimento Técnico;
  • Produtividade;
  • Trabalho em equipe;
  • Foco em resultados;
  • Comprometimento;

Saiba mais na página Como Funciona.

a) Funcionários CLT, com contrato por Tempo Indeterminado e por Tempo Determinado; e
b) Os ocupantes dos cargos em função de confiança.

a) Estagiários;
b) Terceirizados.

Os efeitos financeiros serão gerados a partir da Folha de Pagamento de Janeiro do ano seguinte ao processamento das avaliações. Os casos extraordinários que dependem de análise do Comitê de Gestão, se não forem julgados em tempo hábil, serão pagos de forma retroativa após a tomada de decisão.

OBSERVAÇÃO 1: A avaliação de desempenho somente gerará efeitos financeiros se o colaborador tiver permanecido em exercício nas atividades relacionadas ao plano de trabalho por, no mínimo, dois terços do período do ciclo de avaliação.

OBSERVAÇÃO 2: O impacto financeiro das avaliações estarão vinculadas à previsão orçamentária do ano seguinte e deliberadas pelo Comitê de Gestão do Programa VALORIZAR.

O Ciclo de avaliação de desempenho é o período de doze meses considerado para realização da avaliação de desempenho, com vistas a aferir o desempenho de cada colaborador. O ciclo é compreendido por 3 etapas distintas: Avaliação Inicial, Monitoramento (2ª Avaliação) e Avaliação Final.

Saiba mais sobre o Ciclo Anual de Avaliação na página Como Funciona.

Nesse caso, será oferecido um período extraordinário de avaliação, em caráter de exceção, para que ele possa lhe avaliar.

O gestor, ao final da reunião presencial e após finalizar sua avaliação no sistema, emitirá uma mensagem via e-mail com a sua avaliação em anexo. Recomendamos que você sempre confirme o recebimento da avaliação enviada por e-mail ou informe ao seu gestor o não recebimento.

Sim. Entretanto, a análise do gestor sobre o resultado do colaborador é predominante. Você pode não concordar e solicitar que o seu gestor sinalize esta observação em campo correspondente no sistema.

O colaborador que for avaliado no nível 1 em sua avaliação final ficará com o cargo à disposição da CNseg.

A recomendação é que você sempre agende suas férias fora do período de avaliação. Entretanto, se não for possível, entre em contato com o seu gestor e a Gerência de Recursos Humanos para que seja liberada uma data diferenciada de avaliação em caráter extraordinário.

Somente aqueles colaboradores que forem avaliados nos níveis 2 e 3 na avaliação final serão elegíveis ao aumento salarial, sempre que houver disponibilidade orçamentária. O colaborador nível 2 avançará 1 posição na faixa salarial e o nível 3 avançará 2 posições. Saiba mais na página Como Funciona.

Sim. As consequências do Ciclo de Avaliação podem ser melhor compreendidas na página Como Funciona.

São as anotações feitas pelo gestor que servirão de base para as avaliações. Este registro deve se pautar em situações observáveis, positivas ou não, as quais o colaborador esteve envolvido. São estes registros que serão alicerces para dar feedbacks positivos e indicar possibilidades de melhoria ou correção de comportamento ou desempenho.

Não. O processo de avaliação é progressivo de acordo com a maturidade do modelo.

As reuniões devem durar entre 45 a 60 min com cada colaborador.

É a evolução do colaborador dentro de um mesmo nível de cargo (de 0 a 15), por meio do aumento de sua capacitação técnica e alcance dos objetivos propostos.

É a evolução do colaborador para o nível seguinte de amadurecimento no cargo que ele está atuando ou para um novo cargo.

É a estrutura que estabelece os Intervalos salariais a serem praticados pela empresa.

É cada posição identificada na tabela salarial da empresa.

É o trajeto que um colaborador pode percorrer dentro da estrutura de cargos da CNseg.

É relacionar os desafios e possibilidades de melhoria dentro dos comportamentos e objetivos da sua área no ano corrente.

É acompanhar se o que foi acordado na primeira avaliação está sendo cumprido e se há ações corretivas para realizar.

É fechar a avaliação do ano, ponderando sobre a evolução do colaborador ao longo do período e dando uma nota final para o mesmo.

O funcionário terá uma dinâmica diferenciada, que poderá implicar:

  • Crescimento na carreira,
  • Enquadramento ou Reenquadramento da sua função ou,
  • Novo desafio dentro do próprio cargo.

Por esta razão, a partir do Intervalo 8, o Superintendente passa a compartilhar o desempenho apurado pelos seus gestores com o Comitê de Gestão, composto pela Presidência e Diretoria Executiva. O seu foco é orientar o desempenho profissional sempre alinhado com as necessidades e peculiaridades da empresa.